Blog

Como Fazer um Relatório de Fluxo de Caixa Correto

Se possui uma empresa ou quer abrir um novo negócio, sabe que a parte financeira é uma das mais importantes para um bom funcionamento.

Planejar, organizar e fazer a gestão são atividades que precisam de atenção e comprometimento.

A análise do fluxo de caixa (entradas e saídas) é um dos pontos mais importantes disso tudo, e você sabe como fazer um relatório de forma correta?

Primeiro tem que saber qual o seu saldo inicial do período a ser analisado.

Se você estipulou que realizará um relatório mensal, qual o saldo no dia 01 do mês, antes mesmo de realizar qualquer transação.

Se preferir, faça essa análise do último dia do mês anterior, junto com o fechamento dele.

Tem que fazer a separação das categorias do seu fluxo de caixa. Faça quantas quiser, desde que seja coerente e funcional para sua empresa.

Sugestão da estrutura de um fluxo de caixa:

Receitas de Vendas

(-) Custos Variáveis

= Margem de Contribuição

(-) Despesas Fixas

= Lucro Operacional Antes Investimentos

(-) Investimentos

= Lucro Operacional

+ Entradas Não Operacionais

(-) Saídas Não Operacionais

= Resultado Líquido

Onde:

  • Receitas de vendas: todos os valores efetivamente recebidos no período;
  • Custos variáveis: são todos os gastos relacionados ao seu produto ou serviço. É variável porque o gasto total varia conforme a variação da venda;
  • Margem de contribuição: é a diferença entre todas as receitas e os custos variáveis. Desta forma, a margem de contribuição é o valor que sua empresa realmente recebe para pagar as despesas fixas e gerar lucro;
  • Despesas fixas: São os gastos relacionados à estrutura da sua empresa. São chamadas de fixas porque sempre estarão presentes, por exemplo, a conta luz, água, telefone, contador, aluguel, pró-labore, salários;
  • Lucro operacional antes dos investimentos: É o resultado operacional antes de considerar os investimentos que o negócio está fazendo;
  • Investimentos: gastos que não fazem parte da rotina da empresa e sobre o qual pretende-se ter algum retorno a curto, médio ou longo prazo, por exemplo, comprar uma máquina para aumentar produção;
  • Lucro operacional: é a diferença entre todas as receitas de vendas, os custos variáveis, despesas fixas e investimentos. Ou seja, é o quanto a OPERAÇÃO da empresa gerou de resultado;
  • Entradas não operacionais: São entradas de dinheiro que não fazem parte da operação do negócio, por exemplo, capitalização dos sócios, captação de empréstimos, venda de equipamentos usados;
  • Saídas Não operacionais: São saídas de dinheiro que não fazem parte da operação do negócio, por exemplo, pagamento de empréstimos, distribuição de lucros, pagamento de juros;
  • Resultado líquido: É a diferença entre todas as entradas e todas as saídas, incluindo os investimentos. Ou seja, é o quanto realmente sobrou de dinheiro no período. Este saldo sendo negativo, significa que você gastou mais do que recebeu, ou seja, teve prejuízo.

Registre todas as entradas e saídas do período analisado. Aproveite para registrar também, as saídas a curto, médio e longo prazo, para um melhor planejamento e organização.

Faça isso também para as entradas.

Atualize e se for preciso, modifique os dados.

Utilize uma planilha ou algum programa para te auxiliar nessa função.

Feito todos os lançamentos, é a hora do relatório do fluxo de caixa. Ele é o compilado de todas as informações necessárias para o seu controle e decisões seja a curto, médio ou longo prazo.

Verá no relatório o saldo disponível, gastos, recebimentos, despesas a serem pagas, investimentos, recebimentos, saldo inicial, saldo final, e outras informações que você considerar necessário!

Faça com calma e detalhadamente. Isso auxiliará e te poupará esforços. Uma dica é que faça um relatório anual e o divida em todos os meses, trará uma visão maior e mais assertiva.

Pesquise qual a melhor planilha para seu empreendimento, ou até mesmo qual o melhor programa. Só não deixe de executar.

Se precisar de ajuda, conte conosco!

#empresas #empresario #empresasdesucesso #empresariosdesucesso #microempresa #negócios egóciopróprio #planodenegocio #gestãofinanceira #negóciodesucesso mpreendedorismo #empresária #empresaemcuritiba

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Open chat
Posso ajudar?